Resenha do livro: Cela sem Portas do autor Marcel Trigueiro


SINOPSE:
Portador de uma forma rara de esclerose, Miguel consegue mover apenas os olhos, pálpebras e parte da mão direita, o que lhe permite ter um mínimo de independência para portar-se normalmente no mundo cibernético e sair-se relativamente bem na escola. Como ontem foi dia dos professores, Miguel redigiu e sua mãe transcreveu de próprio punho uma pequena carta que pretendem entregar à professora preferida dele, numa singela homenagem, assim que ela chegar para dar aula.
Nessa mesma manhã excepcionalmente quente de primavera, pouco mais de quinze pessoas são feitas reféns por dois homens armados dentro de um ônibus próximo à Lagoa Rodrigo de Freitas. Tirar as vítimas das garras daqueles sequestradores deveria ser competência exclusiva das forças policiais cariocas. Entretanto, depois que a Polícia Civil começa a agir e a imprensa monta seu aparato para que todo o país fique ciente do que está acontecendo, uma fatalidade faz com que o agente federal de Inteligência Matheus Erming entre na operação. A partir daí, a situação vai ficando cada vez mais desesperadora para todos os que acompanham o sequestro.
Para Miguel e sua mãe, que assistem a tudo na escola, o desespero e a sensação de impotência são amplificados quando se deparam com uma dura realidade e uma possibilidade talvez não tão remota. A realidade: a professora não chegará a tempo para a aula. A possibilidade: que aquela carta jamais seja lida.
Opinião:
Cela sem Portas é um livro de Ficção Policial do autor Marcel Trigueiro publicado de maneira independente.
Com uma narrativa bastante técnica o autor dar vida a vários personagens. Esse é um livro que não tem um protagonista principal.
A leitura é fluída e o enredo se desenvolve de maneira rápida. Dar para ver que o autor pesquisou bastante para desenvolver todo esse enredo.
Ao longo do enredo o autor explora temas como corrupção e lavagem de dinheiro. O livro me fez lembrar ao sequestro daquele ônibus em 2000.
O livro é dividido em 35 capítulos, tem 323 páginas  amarelas. A diagramação está perfeita.
Dou 5 estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário