Resenha do livro Lavínia e a Árvore dos Tempos do autor Lucinei M. Campos



sinopse:

Lavínia é uma menina de 9, quase 10 anos, um pouquinho diferente das outras de sua idade. Sem amigos na escola, sem um contato maior com seus pais, leva uma vida muito solitária para alguém tão pequeno. Seu único amigo, Leo, é quem divide com ela os anseios e questionamentos de sua infância, suas arquitetadas fugas dos Valentões e Marrentinhas que a perseguem na escola. Tudo muda quando recebe de presente uma fada, chamado Lorivaldo e que odeia seres humanos. Juntos, vão descobrir a magia escondida no mundo e os segredos da Árvore dos Tempos.

Num enredo mágico e bem humorado o autor Lucinei M. Campos dar vida a personagens que vale a pena ser conhecidos. 

São eles:

Lavínia, uma garota de 9 anos de idade que não tem amigos na escola e sofre buwllying por seus colegas de classe. Seu único amigo é seu vizinho, um menino que tem a mesma idade que ela;

Lorivaldo, uma fada homem rabugenta que odeia os humanos e que depois de ser julgado por seus crimes que ele comenteu tanto no mundo humano quanto no mundo mágico é condenado a viver 1 ano ao lado de Lavínia. Quando vem para a casa de Lavínia ele tem que assumir uma forma para se vestir e falar igual aos humanos, mais acontece algo errado e ele acaba vindo igual ao um nordestino e sua varinha é metade varinha metade facão. Sendo que Lavínia mora no Rio de Janeiro;

Leo, único amigo de Lavínia, um garoto que tem bastante criatividade. Um ótimo exemplo de amigo, pois sempre estará junto de Lavínia, mas horas alegres e nas triste. Leo completa ano no dia 18 de maio. Lavínia é mais velha que ele poucos meses;

Dagoberto, goblin que fica vigiando lorivaldo.

Juntos vão viver uma linda aventura e lutar contra um vilão que por acaso é o irmão de Lorivaldo, que está querendo pegar Lavínia. 

O livro é narrado em terceira pessoa e a escrita do autor é leve e de fácil absorção o que nos prende a atenção do início ao fim. Os personagens são bem construídos e gostei da maneira que o autor foi conduzido os acontecimentos no enredo.

Conforme vamos avançando na leitura descobrimos que Lavínia e Lorivaldo apresar de não ter uma convivência muito boa, tem bastantes coisas em comum. O autor também da vida a algumas de nossas lendas do folclore brasileiro como o boitatá e o curupira.

Lavínia e a Árvore dos Tempos é um livro que nos faz parar para refletirmos atitudes que temos no nosso dia dia, nosso modo de ser e de agir. Sobre nossa falta de afeto e de escuta. Precisamos olhar mas ao nosso redor que reparar nas pequenas coisas que deixamos de fazer, mas que acaba fazendo falta a alguém. Não custa nada pararmos um pouco para conversar com alguém que estamos vendo que está precisando falar com alguém ou apenas só tá precisando de um oi, boa tarde, boa noite....

O livro em si tem 234 páginas amarelas, a diagramação está boa, as fontes é agradeço para leitura e a arte da capa  está linda 

Gostaria de agradecer ao autor pela ótima leitura que ele me proporcionou e recomendo a leitura desse livro para todos. Dou 5 estrelas.

Convido vocês para juntos com Lavínia navegar em um mundo mágico e cheio de mistérios, e juntos descobrir o quanto é importante o laço de amizade...


5 comentários:

  1. Olá, tudo bom?Adoro leituras sobre amizade e que prendem nossa atenção. Pelo visto, esse livro é uma boa recomendação, parabens pela resenha!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: instagram.com/blogliterarte

    ResponderExcluir
  2. Livros que relatam a inocência de uma criança são sempre lindas lições de vida. ♥

    ResponderExcluir


  3. Adorei a resenha! Adoro essas coisas meio mágicas...

    https://blogmeuqueridolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Também li o livro e adorei! Adorei sua resenha, se não tivesse feito a leitura, iria ler pela sua resenha. Parabéns!

    Mari Barros, Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  5. Nada como a inocência e simplicidade​ de uma criança. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir